Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Egressos
Início do conteúdo da página

Egressos

Última atualização em Segunda, 10 de Maio de 2021, 18h03 | Acessos: 2585

O PPCTE tem como objetivo a formação de pesquisadores em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologia em temáticas transdisciplinares. O profissional formado por nossos cursos deverá ter a capacidade de desenvolver pesquisas, de cunho quantitativo e/ou qualitativo, com impacto na educação escolar, na educação não-formal e na área de ensino de ciências, bem como propor novas reflexões, práticas e materiais didáticos, avaliando suas contribuições.

Os cursos de mestrado e de doutorado receberam seus primeiros discentes em 2010 e 2014, respectivamente. Até abril de 2021, contabilizamos 93 egressos do mestrado e 37 do doutorado. No quadriênio 2017-2020, tivemos 46 mestres e 37 doutores titulados, sendo que o primeiro egresso do curso de doutorado se titulou em 2017.  

A partir de questionários realizados junto aos egressos, observamos que dentre os egressos, há titulados que atualmente moram no Estado do RJ (a maioria), mas também nos estados ES, MG, PB, PR, além de outros países, como Chile e Colômbia. A maioria dos/as titulados/as se encontra na faixa etária de 26 a 30 anos de idade, seguidos dos com mais de 35 anos, e empatadas estão as faixas etárias de 21 a 25 anos e 31 a 35 anos.

Quase metade dos respondentes receberam financiamento durante o curso de mestrado e/ou doutorado. Em relação ao vínculo empregatício, 11 egressos afirmaram que durante o curso de mestrado e/ou de doutorado não estavam trabalhando. Mas, após a conclusão dos cursos, 10 se posicionaram profissionalmente na área de educação em ciências. Assim, apenas 1 não possuía vínculo empregatício, o que aponta para boa colocação dos egressos no mercado de trabalho. Dos que estão trabalhando, atualmente, 68% são servidores públicos, estando, destes, 52% em instituições de ensino federais (IFs, Colégio Pedro II, CEFETs e Universidades), 48% em instituições de ensino estaduais e municipais. Com relação à área de atuação, 92% dos respondentes atuam em pesquisa e/ou ensino.

No que se refere ao conhecimento construído e às experiências vividas no curso de Mestrado e/ou de Doutorado, a grande maioria (95%) dos egressos afirma que houve transformação em sua prática pedagógica. Outros aspectos ressaltados, são: desenvolvimento como pesquisador da própria prática pedagógica; o curso influenciou na inserção profissional em instituições de ensino de qualidade; a publicação de artigos científicos em periódicos, em livros e em congressos da área de ensino de ciências. Em relação aos fatore influenciaram na escolha do(s) curso(s) do PPCTE, são destacadas a possibilidade de aperfeiçoamento profissional e de continuar os estudos. A média das notas atribuídas para o grau de satisfação com o PPCTE foi de 9,3 (numa escala de 0 a 10) e 92% dos respondentes atribuíram notas entre 8 e 10.

 

 

Metodologia de acompanhamento de Egressos

Os egressos vêm sendo acompanhados por meio do Currículo Lattes e de contatos periódicos. Com a constituição da comissão de autoavaliação (CAA) do PPCTE, em 2020, elaboramos um questionário no aplicativo Google Forms que foi enviado por mensagem de e-mail aos egressos do quadriênio. O número de respondentes foi de 38 (de um total de 83), sendo 20 egressos do curso de Mestrado, 10 egressos do curso de Doutorado e 8 egressos do curso de Mestrado e de Doutorado. Os dados apresentados nessa página baseiam-se primariamente nesse questionário.

Como uma tentativa inicial de nos aproximarmos dos egressos, consideramos que as respostas a esse formulário nos indicaram que o Programa influenciou o êxito dos egressos em suas atividades de ensino e pesquisa. Nossa intenção é, futuramente, aumentar o número de respondentes e promover encontros da CAA e dos docentes com egressos das quatro linhas de pesquisa para aprofundarmos esse diálogo.

Fim do conteúdo da página