Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Defesas > Defesa de dissertação - Ariele da Silva Moreira Rodrigues Ferreira
Início do conteúdo da página

Defesa de dissertação - Ariele da Silva Moreira Rodrigues Ferreira

Hits: 736

DEFESA DE DISSERTAÇÃO

PPDSP/CEFET/RJ


Ariele da Silva Moreira Rodrigues Ferreira

 

“ECONOMIA CRIATIVA - UM PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DOS FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO PARA O DESENVOLVIMENTO DA BAIXADA FLUMINENSE/RJ


Resumo: A Economia Criativa (EC) é um campo de conhecimento que explora os aspectos intangível e simbólico e, se alimenta dos talentos criativos, organizados de forma individual ou coletivamente, de modo a produzir bens e serviços criativos. Esse tipo de economia possui uma dinâmica própria e desconcerta os modelos econômicos tradicionais. O presente estudo investigou a EC de forma abrangente e teve como objetivo analisar os fatores de criticidade inerentes a dinâmica da EC para o desenvolvimento das periferias da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ), considerando o Modelo Helicoidal de Inovação (MHI, a Hélice Quíntupla), como subsídios para as agendas de políticas públicas locais. Para tal, a metodologia utilizada foi dividida em três partes, sendo a primeira uma investigação exploratória de forma sistemática, a fim de identificar e acumular conhecimentos sobre a temática. Em seguida, foi realizada uma pesquisa metodológica, com o método Fuzzy-AHP que foi utilizada como modelagem na investigação científica. E, na terceira parte, foi realizada uma investigação explicativa com o objetivo de esclarecer quais são os fatores críticos que contribuem para a ocorrência do fenômeno pesquisado, em municípios selecionados na Região da Baixada Fluminense (RBF), região periférica da RMRJ. A conclusão inicial do estudo foi uma relação direta da EC com o MHI em todas as suas hélices e em seus 3 modos de atuação. Os fatores de criticidades levantados no estudo foram tratados dentro de três importantes dimensões - a Econômico-Financeira, a Sócio Antropológica e a Tecno-Inovativa. Todos os 15 fatores apresentaram peso/grau de importância dentro da EC. Esse estudo concluiu que os pressupostos levantados no estudo correspondem como proposições verdadeiras, isto é, a EC em grau de importância, presença e atuação dentro do MHI é evidenciada em seus aspectos econômico, financeiros, sociais, culturais, antropológicos, tecnológicos e de inovação; E, ainda possui uma interligação entre todos os seus fatores críticos (qualificados) que, por sua vez, contribuem com o desenvolvimento regional e são identificados em regiões periférica, como a RBF na RMRJ.

Palavras-chaves: Economia Criativa; Desenvolvimento Local e Regional; Modelo Helicoidal de Inovação.


Banca Examinadora:

Dr. Herlander Costa Alegre da Gama Afonso (CEFET/RJ/NI) (Orientador)
Dr. José André Villas Bôas Mello (CEFET/RJ/NI) (Coorientador)
Dra. Andréa Justino Ribeiro Mello (CEFET/RJ, Campus N. Iguaçu)
Dra. Cristina Gomes de Souza (CEFET/RJ, Campus Maracanã)
Dr. Ronaldo Bernardo Júnior (CEFET/RJ, Campus Itaguaí)
Dr. João Luiz de Figueiredo Silva (MPGEC/ESPM-Rio)

Local, Data e Horário:

  • Plataforma Teams (Acesse aqui)
  • 28 de setembro de 2021
  • 15h
Fim do conteúdo da página