DIPPG
CEFET/RJ - Av. Maracanã 229,
Bloco E, 5º andar, Maracanã,
20271-110, Rio de Janeiro, RJ
Brasil

+55 21 2566-3179
+55 21 2569-4495 (Fax: r.201)

dippg@cefet-rj.br

Laboratórios

O Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-Raciais (PPRER) conta com três laboratórios.

1º: Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros do CEFET/RJ (NEAB) onde são desenvolvidas atividades de estudo, pesquisa, workshop, planejamento de intervenção social, palestras e divulgação dos estudos ligados à temática étnico-racial, ao combate ao racismo e a História da África e da Cultura Afro-Brasileira.


2º: Laboratório de História da Ciência (LHC) que está vinculado a dois cursos de Pós-Graduação do CEFET/RJ: a) Relações Étnico-Raciais; b) Ciência, Tecnologia e Educação.  Esse segundo Laboratório tem por objetivo transformar as pesquisas acadêmicas em vídeos-educativos destinados à Educação Básica, disponibilizando-os na Internet.


3º Observatório de Populações com Direitos Ameaçados (OPDA). Esse espaço reúne pesquisadores ligados ao Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-Raciais, ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação e ao  Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas. O OPDA tem por objetivo subsidiar com informações qualificadas eventuais políticas públicas voltadas para a questão dos refugiados no Brasil e mais especificamente no município do Rio de Janeiro; incentivar, por meio de uma análise pautada nos Direitos Humanos, a inserção efetiva do tema refúgio, na agenda política nacional; e Disponibilizar conteúdos de relevância científica para estudiosos e pesquisadores. Conta com a parceria com a Cáritas Brasileira, Sesc Nacional, Cátedra Sérgio Vieira de Mello do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

 

Todos os Laboratórios integram alunos da graduação, pós-graduação, ensino médio e técnico do CEFET/RJ, bem como professores, pesquisadores, técnicos-administrativos do CEFET/RJ e de outras instituições (UERJ, FIOCRUZ, UFF, UFRJ). A interdisciplinaridade, a circulação e a democratização do conhecimento formam o eixo estruturante desses espaços.