DIPPG
CEFET/RJ - Av. Maracanã 229,
Bloco E, 5º andar, Maracanã,
20271-110, Rio de Janeiro, RJ
Brasil

+55 21 2566-3179
+55 21 2569-4495 (Fax: r.201)

dippg@cefet-rj.br

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA E ENSINO


Apresentação do PPFEN

Indicadores do PPFEN utilizando a ferramenta scriptLattes


Histórico:


Em 2010, organiza-se no CEFET/RJ, um grupo de discussão com encontros regulares, no qual se debatia e se avaliava, além da bibliografia referente à área, as aulas produzidas pelos professores, seus objetivos, seus métodos e formas de avaliação. Inicialmente, desse grupo participavam, além dos professores do próprio CEFET/RJ, professores do Colégio Pedro II e hoje também fazem parte professores oriundos da PUC-Rio, UFRJ, UFRRJ e UNIRIO.

Com efeito, o principal fruto do desenvolvimento do referido grupo foi a Pós-Graduação Lato Sensu em Ensino de Filosofia com Ênfase na Prática Docente, aprovada pelo CEFET/RJ em 2012 e que funcionou até início de 2016. Vale ressaltar tanto o caráter pioneiro desta iniciativa no Estado do Rio de Janeiro, quanto o seu compromisso político-social de oferecer formação gratuita de qualidade aos profissionais distantes da academia que, muitas vezes, ainda que lecionem a disciplina, não possuem formação na área.

O caminho natural da Pós-Graduação Lato Sensu em Ensino de Filosofia com Ênfase na Prática Docente foi a criação do Programa de Pós-Graduação em Filosofia e Ensino. Primeiramente, havia uma demanda da sociedade, que precisava de uma formação continuada do professor de filosofia em nível de pós-graduação, mas carecia de espaço institucional para tal. Com a obrigatoriedade do ensino de filosofia em todos os anos do ensino médio (que vigorou até o ano de 2016 em âmbito nacional), cresceu o número de licenciaturas na área, mas não cursos Lato e Stricto Sensu, voltados para o ensino de filosofia. Diante desta necessidade, o caminho para a criação do PPFEN foi incentivado pela Direção do CEFET/RJ e também esperado pelos estudantes e ex-estudantes da Pós-Graduação Lato Sensu em Ensino de Filosofia com Ênfase na Prática Docente. As experiências de ensino, pesquisa, extensão e administrativas, adquiridas ao longo dos anos pelo grupo de discussão, pela Pós Graduação Lato Sensu, e pelos demais projetos em execução no interior da instituição possibilitaram o encaminhamento da proposta de criação do primeiro mestrado profissional de filosofia e ensino do país, no CEFET/RJ, à CAPES,  com a primeira turma em início de 2015.


Justificativa:

A Filosofia, ainda que seja uma disciplina teórica, demanda do estudante uma atividade prática sem a qual não logra qualquer sucesso. Não basta que um estudante de Filosofia saiba reproduzir as principais características dos sistemas dos expoentes do pensamento filosófico. Antes e preferivelmente, o estudante deve ser capaz de refletir sobre as questões clássicas da Filosofia e relacioná-las com o seu cotidiano segundo as mais diferentes perspectivas. Este curso pretende oferecer um espaço apropriado aos docentes de Filosofia e, de maneira geral, aos profissionais do setor educacional, que possuem ensino superior, de repensar o seu compromisso pedagógico ao refletir sobre as práticas adequadas, bem como seus pressupostos teóricos, para a realização efetiva do Ensino de Filosofia. Além disso, o curso dará ênfase a questões diretamente relacionadas ao processo de ensino–aprendizagem, procurando contribuir para ampliação e melhoria do atendimento dos profissionais destas instituições, na perspectiva de proporcionar-lhes renovação no pensar e no fazer pedagógico.

Boa parte do corpo docente que integra esta Pós-Graduação teve ampla experiência com as diversas redes de ensino básico e vivenciou os seus sucessos e insucessos. Por experiência, considera-se que a precariedade das redes de ensino público e privado nas quais o professor de Filosofia do ensino básico deve trabalhar, demanda um espaço apropriado de discussão para que as dificuldades do trabalho docente sejam pesquisadas e se lhes aplique soluções, uma vez que, atualmente, nestas, não há condições, espaço nem incentivo para que o docente reflita e pesquise sobre a sua própria prática docente e estabeleça diálogo com seus pares. Sem isso, a prática docente de Filosofia torna-se seriamente comprometida. Além do que, certas tecnologias e recursos didáticos diversificados são ainda pouco empregados pelo professor em sua tarefa educativa, permitindo, desta forma, suspeitar tanto da carência de conhecimentos sobre métodos para o desenvolvimento de material para o ensino de Filosofia, quanto das constantes dificuldades de acesso às novas tecnologias por parte desses docentes.

A Filosofia possui grande importância, seja para a compreensão dos fundamentos das ciências, seja para a formação do indivíduo como cidadão autônomo capaz de refletir sobre a contemporaneidade como um todo; entretanto, o cenário atual permite-nos afirmar que o ensino efetivo desta disciplina depende de e requisita espaço para a reflexão e subsequente produção de estratégias e materiais didáticos. Espaços como este são criados junto com o Programa de Pós-Graduação em Filosofia e Ensino. Neste sentido, o PPFEN reafirma seu compromisso com a defesa da presença da filosofia na educação básica enquanto disciplina da grade curricular por entendê-la como constituinte de uma formação integral dos estudantes em sociedades democráticas.