Linhas de Pesquisa

Campo artístico e construção de etnicidades

Historicamente, as trajetórias sócio-históricas, políticas e cosmológicas de grupos afro-brasileiros, afro-ameríndios, afro-latinos, afro-caribenhos e africanos no Brasil e América Latina constituíram diversas modalidades e linguagens artísticas, memórias, práticas culturais e modos de fazer e viver coletivos constituidores de identidades e de pertença étnico-racial com matrizes provindas do legado civilizatório negro africano.

Essa Linha de pesquisa trata das diferentes linguagens artísticas e suas facetas, tais como música, literatura, estética, poética, gestual, dança, sonoridade, oralidade, teatralidade, bem como dos modos de fazer e viver, a exemplo da filosofia, religiosidade, práticas festivas, associações políticas e culturais com enfoque artístico/estético, movimentos sociais e luta antirracista por via da cultura e da cultura política. O objetivo dos projetos de pesquisa ligados a essa Linha é produzir conhecimento sobre as diversas pertenças étnico-raciais afro-brasileiras (de raça, gênero e classe social) como formas específicas e (re)produtoras de saberes provenientes do legado civilizatório negro africano no mundo contemporâneo.


Mídia e repertórios culturais na construção de identidades étnico-raciais

A linha reúne reflexões sobre linguagem artística, estética, cultura, política e as relações de poder que se constituem através dos meios e mediações sociais. Pretende explorar não só as construções identitárias étnico-raciais, mas também as tensões e reconfigurações advindas do que se produz/produziu por/sobre/para minorias sociais excluídas e estigmatizadas por possuírem traços fenotípicos que não correspondem ao padrão e que se interseccionam com características ligadas ao gênero, às sexualidades, à classe social, à origem, à religiosidade, entre outros.


Pensamento e políticas públicas: dimensões institucionais das relações étnico-raciais

Tendo como base epistemológica o saber constituído na área das Ciências Humanas e Sociais, esta linha tem como fim investigativo questões concernentes ao conhecimento, sua aquisição e sua reprodução em Políticas Públicas e práticas formativas referentes às relações étnico-raciais. A partir dos conhecimentos produzidos nas áreas de História, Geografia, Antropologia, Relações Internacionais e Educação pretende-se uma formulação inter e multidisciplinar acerca de Cidadania, Modernidade, Política, Estado, Colonialismo, Pós-Colonialidade, Gênero, Classe e Educação, no que dizem respeito às relações étnico-raciais.