NOTA DE PESAR

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-Raciais manifesta o seu mais profundo pesar pelo falecimento de seu ex-aluno e Mestre em Relações Étnico-Raciais,  Professor Carlos Nascimento.
Este Programa de Pós-Graduação se solidariza com todos os familiares e amigos e expressa as mais sinceras condolências pela perda.  ​

​Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2016


NOTA DE REPÚDIO

Nota de Repúdio ao Preconceito e à Discriminação (Clique aqui).

 

 

APRESENTAÇÃO

Indicadores do PPRER utilizando a ferramenta scriptLattes

O início do Programa em Relações Étnico-Raciais (PPRER) do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca   deve ser situado a partir da  criação do   Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB) do CEFET/RJ, em maio de 2008. A criação do NEAB CEFET/RJ impulsionou algumas ações. Podemos destacar, entre essas ações, a criação, em 2009, do curso de pós-graduação lato sensu “Relações Étnico-Raciais e Educação”, que se encontra  em sua quarta  edição, e, em 2011, a criação do Programa Stricto Sensu em “Relações Étnico-racias”.

Há, na sociedade brasileira, uma demanda cada vez maior da parte de educadores, profissionais das mais diversas áreas e pesquisadores por informações relativas à temática étnico-racial e, para isso, torna-se necessário o apoio a pesquisas cujo foco concentre-se na problematização de questões socioculturais, apresentadas ainda como desafios para todos.

A criação do Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-raciais do CEFET/RJ tem como objetivo atender a esta busca de aprofundamento teórico sobre a temática Étnico-racial, formando pesquisadores neste campo teórico.

O oferecimento de cursos diversos com a mesma temática em universidades de todo o Brasil, a criação por parte do MEC do Edital UNIAFRO, que visa a apoiar e incentivar o fortalecimento e a institucionalização das atividades desenvolvidas pelos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros - NEABs – dos Institutos e das  Instituições Federais e Estaduais de Educação Superior, contribuindo para a execução  de políticas de ação afirmativa voltadas para a população negra  e o Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana corroboram a informação que apresentamos.

O Mestrado acadêmico em Relações Étnico-raciais tem como objetivo principal oferecer ao discente formação multidisciplinar atualizada e articulada com o conhecimento produzido pelas linhas e projetos de pesquisa do programa. O curso compreende o cumprimento de disciplinas, a participação em eventos científicos, atividades e seminários de linhas de pesquisa, o exame de qualificação e a dissertação de mestrado, sendo esta defendida perante banca examinadora, em sessão pública.

As pesquisas produzidas no PPRER têm por proposta a divulgação, o aprofundamento e a produção de conhecimentos que problematizem a realidade social no que diz respeito à pluralidade étnico-racial, possibilitando a capacidade de interagir e de negociar objetivos comuns que garantam, a todos e a todas, respeito aos direitos legais e valorização de identidade e alteridade, propondo-se a trabalhar com questões ligadas aos afrodescendentes, nos seus mais amplos aspectos.

O Programa em Relações Étnico-raciais é um dos componentes área Interdisciplinar e faz parte da Câmara Interdisciplinar II (Humanidades e Sociais) e tem como desafio a mudança de cognição social sobre abordagens discursivas e institucionais que serviram de base para o silenciamento e a naturalização de práticas preconceituosas e discriminatórias construídas histórica e socialmente.